Notícias

 
     
     
  21/06/2021 - Filme está disponível gratuitamente no Sesc Digital


O Cine Debate do Imes Catanduva do mês de junho exibe, no próximo sábado, dia 26/06, o drama romântico “Tomates verdes fritos” (1991), de Jon Avnet, um clássico da “sessão da tarde”, indicado a dois Oscars (melhor roteiro adaptado e melhor atriz coadjuvante para Jessica Tandy, em um de seus últimos papeis no cinema). O filme está disponível no site do Sesc Digital até o dia 30/09, em https://sesc.digital/conteudo/cinema-e-video/55503/tomates-verdes-fritos , e o debate será dia 26, a partir das 14h, pelo Youtube do Sesc Catanduva – https://www.youtube.com/user/sesccatanduva. A transmissão é aberta e gratuita ao público.
Dessa vez o debate virtual contará com uma presença especial, a da jornalista e crítica de cinema Clarissa Kuschnir. A mediação do bate-papo será do idealizador do projeto, o jornalista e crítico de cinema Felipe Brida, professor do Senac e do Imes Catanduva, e de Alexandre Vasques, programador cultural do Sesc Catanduva.

Sinopse: Evelyn Couch (Kathy Bates) é uma dona de casa emocionalmente reprimida que visita com o marido um parente no asilo de idosos. Lá, encontra Ninny Threadgoode (Jessica Tandy), uma mulher idosa, que a ilumina através de histórias do seu passado. Evelyn então ganha a confiança necessária para mudar sua própria vida.

Cine Debate

O Cine Debate é uma parceria do Imes com o Sesc e o Senac Catanduva e completa nove anos trazendo filmes cult de maneira gratuita a toda a população. Segue o mesmo formato do segundo semestre de 2020: uma vez por mês, online, porém agora aos sábados, a partir das 14h, pelo canal do Sesc no Youtube.
O próximo filme do Cine Debate 2021 será “Lili Marlene” (1981, 111 minutos), em 31 de julho. A programação a partir de agosto será divulgada em breve.
Vamos prestigiar, participar e debater cinema! Todos estão convidados!







Cena de Tomates Verdes Fritos



14/06/2021 - COMUNICADO X - Em razão da publicação do decreto nº 8040 de 11 de junho de 2021, COMUNICAMOS que o Processo Seletivo nº 011/2021 está suspenso até o dia 29/06/2021.


Clique aqui para acessar o comunicado...




14/06/2021 - COMUNICADO IX - Em razão da publicação do decreto nº 8040 de 11 de junho de 2021, COMUNICAMOS que as aulas teórico-cognitivas continuarão remotas até o final do primeiro semestre.


Clique aqui para acessar o comunicado...




09/06/2021 - Homologação das inscrições para o processo seletivo convocado pelo Edita n° 011/2021


Clique aqui para acessar o edital..




09/06/2021 - Curso dará certificado de 4h; será num sábado - dia 03 de julho, no período da tarde


O curso de Psicologia do Imes Catanduva promove, no dia 03 de julho, das 13h30 às 17h30, o curso online “O pensamento existencial e as questões de gênero”, ministrado pelo professor e psicólogo Alexandre Trzan Avila, que possui doutorado em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Haverá certificação para os participantes, de 4 horas – o valor das taxas é de R$ 40 (alunos do Imes), R$ 50 (estudantes de outras instituições e egressos do Imes) e R$ 60 (profissionais em geral).
“Pensar sexualidade e gênero é de extrema importância no mundo contemporâneo, para as ciências humanas, sobretudo, é fundamental traçar uma compreensão sobre esse fenômeno humano. Para isso, o curso de Psicologia organiza esse evento com a finalidade de possibilitar maior entendimento sobre tal questão, e assim poder atuar de maneira mais ética”, comentou o psicólogo Felipe Zanetti, professor do curso de Psicologia do Imes.
O curso online tem colaboração da Liga da Saúde, do curso de Psicologia do Imes, e supervisão do professor Felipe Zanetti.
Link para inscrição: https://doity.com.br/curso-online-o-pensamento-existencial-e-as-questoes-de-genero?fbclid=IwAR3sMYYbr0FPRvSgUvT29OLgS1LbCx_40OZOjPO53d62boMA9u9LvZGbVv4










07/06/2021 - Conselho foi criado em 2019, pela Lei Municipal 6036/2019


O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher foi constituído com a eleição de seus membros e do conselho diretivo, em 29 de abril de 2021, no Fórum de Eleição para Representantes da Sociedade Civil no Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Catanduva, realizado presencialmente, cumprindo todos os protocolos de segurança da vigilância sanitária, no Auditório da Prefeitura Municipal.
A professora do curso de Direito do Imes e também advogada orientadora do Núcleo de Prática Jurídica da faculdade, Luísa Helena Marques de Fazio, foi eleita presidente do Conselho, representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), enquanto a professora Cibeli Paganelli de Freitas, do curso de Psicologia, foi eleita membro do Conselho, representando o Conselho Regional de Psicologia (CRP).
Neste mesmo Fórum foram eleitas as entidades da Sociedade Civil, e o Poder Público indicou seus representantes, por se tratar de um órgão paritário e vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social.
Dentre os membros eleitos e indicados para o Conselho, estão as seguintes ex-alunas do Imes: Vera Lucia Silveira Pinfildi (eleita vice-Presidente do Conselho representando a Secretaria de Assistência Social), Isaura Mendes Pato e Wilma Mendes Pato (Soroptimistas Internacional de Catanduva), Juliana Katiucia Dias (Arcos), Leandra Carina Cabeço (OAB), Luciana Soares dos Santos Rodas (Secretaria de Educação), Maristela Pinotti de Paiva Neves (Fundação Padre Albino), Monica Regina Coltro (Senac) e Solange Vicente Ferreira dos Santos (Sincomércio).
No Fórum também estiveram presentes e discursaram sobre a importância do Conselho o vice-prefeito de Catanduva, Claudio Romagnolli (representando o prefeito, Osvaldo de Oliveira Rosa), além da vereadora Taise Braz, e houve ainda uma palestra sobre o tema proferida pela Excelentíssima Juíza de Tabapuã, Dra. Patrícia da Conceição Santos.

Conselho

A formação do Conselho teve início em 2018, quando um grupo de mulheres representantes da Sociedade Civil e a equipe do CREAS começaram a se reunir para elaboração da lei, que buscava promover os direitos das mulheres na cidade. O Conselho foi criado pela Lei Municipal nº 6.036, em 28 de novembro de 2019. A partir do Decreto Lei n. 7.880, de 27 de novembro de 2020, foram indicadas as representantes da sociedade civil para compor a Comissão Eleitoral, que elaborou o Regimento e o Regulamento Eleitoral, culminando no mencionado Fórum.
“As conselheiras eleitas já tomaram posse e estão trabalhando em prol das mulheres catanduvenses. O Conselho da Mulher tem função deliberativa, consultiva, normativa e controladora das políticas públicas de direitos da mulher. Suas ações podem ser acompanhadas nas redes sociais Instagram e Facebook no perfil @CMDMCatanduva”, comentou a presidente do Conselho, Luísa Helena Marques de Fazio.
O Conselho tem a seguinte representação para o Biênio 2021/2023: Luísa Helena Marques de Fazio (presidente), Vera Lucia Silviera Pinfildi (vice-presidente), Helena Ribeiro Souza (1° secretária), Erlenmar Claudia Pirani (2° secretária), Darlene Andreia Cardoso de Oliveira Santos e Amanda Zuqueto Tinti Daltro (Semdert), Vera Lucia Silveira Pinfildi e Julia Cassiano Wayego Nolli (Secretaria de Habitação), Giovana Thais Won Ancken e Erlenmar Claudia Pirani (Assistência Social), Marisa Aparecida Lourenço e Eliana de Oliveira Rosa (Secretaria de Cultura), 1ª Sargento PM Bruna Saraiva da Silva e Cabo PM Renata Aparecida Fiorio Pereira (Polícia Militar do Estado), Giovana Cassia Rodrigues Rotta e Daniela Maeda (Poder Judiciário), Luciana Soares dos Santos Rodas e Rosangela Moreira (Secretaria de Educação), Leticia Delgado de Rolvare e Alessandra Garcia Andreotti (Secretaria de Saúde), Laila Gabriele Sabino Favato e Bianca Alfieri da Silva (Facilita, Mana!), Rosilene Perpétua de Oliveira (Movimento Negro de Catanduva - MNC), Luísa Helena Marques de Fazio e Leandra Carina Cabeço (OAB), Lourdes Maria de Jesus Pereira da Silva e Silmara Aparecida Gomes (Comunidade Terapêutica ‘Lírio dos Vales’), Simone Aparecida Trovó e Maristela Pinotti de Paiva Neves (Fundação Padre Albino), Solange Vicente Ferreira dos Santos e Sandra Marcia Batista (Sincomércio), Cibeli Paganelli de Freitas e Leticia da Costa Nunes (Conselho Regional de Psicologia), Isaura Mendes Pato e Wilma Mendes Pato (Soroptimistas Internacional de Catanduva), Benedita de Fátima Donadon (Igreja Assembleia de Deus), Natalia Maria Carnelossi e Joyce Melissa Florindo (Associação Monserrat), Helena Ribeiro Souza e Larissa Vendramini (Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro), Juliana Katiucia Dias e Silmara Aparecida Gomes (Arcos), Marilda Eliza Dias Lourenço e Priscila Silva Rodrigues Ortega (APAE), Monica Regina Coltro e Marissol Gloria Tiano (Senac), Gabriela Guerra Pereira (Sindicato dos Cond. Veíc. Rodoviários), Maria Ferreira Rodrigues e Eva Narciso Miguel (Cáritas Diocesana de Catanduva), Camila Dardani e Fatima Costa Souza Domingos (Associação Pão Nosso - APN), Daniele Cristina Chiconato e Gabriela Salvador de Amo (Instituto Federal de São Paulo).







Professora Luisa, do Imes, é a primeira à esquerda


Conselho Municipal reunido



31/05/2021 - COMUNICADO VIII - Atividades presenciais e remotas


Clique aqui para acessar o comunicado...




31/05/2021 - Revista é pontuada pela Capes e pode ser lida em edição digital


O ex-aluno e atual docente do curso de Nutrição do Imes Catanduva Viniccius Silva de Almeida publicou artigo na revista científica “Nutrição em Pauta” (indexada na Base de Dados PERI da ESALQ/USP e pontuada pela CAPES - Edição Digital, ano 11, n. 62, maio 2021), com a colaboração da ex-aluna do curso de Nutrição Thaís Possetti Sangaletti, do técnico de laboratório Mairto Roberis Geromel e da Profa. Dra. Maria Luiza Silva Fazio, docente de Nutrição do Imes. O título do trabalho é “Potencial antimicrobiano da clara de ovo in natura e clara de ovo pasteurizada e desidratada”.
“O estudo avaliou a eficiência antibacteriana da clara de ovo in natura e clara de ovo pasteurizada e desidratada, sobre algumas bactérias; no caso, Bacillus cereus, Bacillus subtilis (ATCC 6633), Escherichia coli, Salmonella Typhimurium (ATCC 14028), Salmonella Enteritidis e Staphylococcus aureus (ATCC 22923).
A clara de ovo in natura apresentou inibição eficiente sobre todas as bactérias testadas. A clara de ovo pasteurizada e desidratada demonstrou inibição eficaz somente sobre S. aureus. O maior halo de inibição foi observado para a ação da clara de ovo in natura sobre Staphylococcus aureus (18 mm)”, comentou a professora Maria Luiza.










28/05/2021 - EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA A CONTRATAÇÃO DE DOCENTES POR TEMPO DETERMINADO PARA O ANO LETIVO DE 2021


Clique aqui para acessar o edital..




24/05/2021 - Sessão já está online na plataforma do Sesc Digital, e debate será dia 29, às 14h, pelo Youtube do Sesc


O Cine Debate do Imes Catanduva desse mês exibe, no próximo sábado, dia 29, o drama italiano “Mamma Roma” (1962, 106 minutos), de Pier Paolo Pasolini. Ganhador de dois prêmios especiais no Festival de Veneza, o filme está disponível no site do SESC Digital, em https://sesc.digital/conteudo/cinema-e-video/mamma-roma, e o debate será dia 29, a partir das 14h, pelo Youtube do Sesc Catanduva – https://www.youtube.com/user/sesccatanduva. A transmissão é aberta e gratuita ao público, com debate virtual mediado pelo idealizador do projeto, o jornalista e crítico de cinema Felipe Brida, professor do Senac e do Imes Catanduva, e por Alexandre Vasques, programador cultural do Sesc Catanduva.

Sinopse: Mamma Roma (Anna Magnani) é uma prostituta que sonha em mudar de vida e de classe social, o que a permitiria rever a guarda do filho Ettore. Decide então se casar com Carmine, seu ex-gigolô.

Cine Debate

O Cine Debate é uma parceria do Imes com o Sesc e o Senac Catanduva e completa nove anos trazendo filmes cult de maneira gratuita a toda a população. Segue o mesmo formato do segundo semestre de 2020: uma vez por mês, online, porém agora aos sábados, a partir das 14h, pelo canal do Sesc no Youtube.
Vamos prestigiar, participar e debater cinema! Todos estão convidados!
Confira abaixo a programação dos próximos filmes do Cine Debate 2021 – todos os filmes estão disponíveis gratuitamente no site do Sesc Digital, procurem lá em sesc.digital/home

Junho: “Tomates verdes fritos” (1991, 130 minutos)
Julho: “Lili Marlene” (1981, 111 minutos)







Anna Magnani no filme Mamma Roma



24/05/2021 - CMDM é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Políticas para a Mulher


A professora do curso de Psicologia do Imes Catanduva Cibeli Paganelli de Freitas, ao lado de Bianca Alfieri, Júlia Lavrador, Laila Favato e Letícia Nunes, foi eleita em primeiro lugar como representantes no Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Catanduva (CMDM), ocorrido no dia 29/04. A eleição foi via plataforma digital “Facilita, Mana!”, que é uma ferramenta que busca integrar diversos tipos de informação útil para que as mulheres possam ter um melhor senso crítico perante a sociedade, que saibam lutar pelos seus direitos e buscar padrões emocionais mais saudáveis, e assim trazer uma vida melhor.
“Além disso, somos uma equipe de ajuda a mulheres em condição de pobreza que sofrem violência doméstica, por meio de auxílio jurídico, psicológico e outros meios possíveis, de forma gratuita”, comentou Cibeli.

CMDM

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher é um órgão de caráter consultivo, deliberativo e fiscalizador, com a finalidade de formular diretrizes, programas e políticas públicas relacionadas com a promoção da melhoria das condições de vida das mulheres e a eliminação de todas as formas de discriminação e violência contra as mesmas, de modo a assegurar-lhes plena participação e igualdade nos planos políticos, econômicos, social, cultural e jurídico desenvolvidas no Município, de natureza permanente. O órgão está vinculado à Secretaria Municipal de Políticas para a Mulher.







Professora Cibeli (terceira, à direita) com o grupo eleito



21/05/2021 - COMUNICADO VII - Atividades presenciais e remotas


Clique aqui para acessar o comunicado...




20/05/2021 - Evento online e gratuito será entre os dias 24 e 28 desse mês


O curso de Ciências Contábeis do Imes Catanduva participará, entre os dias 24 e 28 de maio, do “Fórum de Educação Financeira e Investimentos do Interior de São Paulo e de Minas Gerais”. Trata-se de um evento de grande magnitude que contará com 11 instituições de ensino de São Paulo e Minas Gerais. Ele será online e gratuito, sempre no período noturno, por meio da plataforma Even3. “O objetivo do Fórum é discutir temas de relevância relacionados a finanças e investimentos nesses difíceis tempos de pandemia”, comentou o professor e coordenador do curso de Ciências Contábeis do Imes, Luiz Antônio Bertolo.
No dia 25/05, o professor do Imes Manoel Franco Júnior será mediador da palestra ‘Importância de investimentos globais na redução do risco-Brasil’, e no dia 26/05, o professor do Imes Luís Ricardo Baruffi mediará a palestra ‘Investindo em imóveis no Brasil via fundos imobiliários e no exterior via Reits’.
Confira no link a seguir a programação completa e faça sua inscrição: http://www.even3.com.br/investimentos










11/05/2021 - Transmissão será pelo canal do Núcleo Jurídico da FACDO, aberto ao público


O curso de Direito da Faculdade Católica Dom Orione (FACDO), localizado em Araguaína (TO), em parceria com o curso de Direito do Imes Catanduva e o Tribunal de Justiça do Estado de Tocantins (TJ-TO), realiza, a partir de amanhã, o “XV Encontro Jurídico”, que segue até sexta-feira, dia 14/05, com uma vasta programação online. O tema do evento desse ano é “A crise do Estado e do Direito”.
O evento contará com palestras, debates e oficinas, e a presença de renomados juristas, como Dr. Luiz Rodrigues Wambier e Dr. Nelson Finotti Silva, além da participação do professor do Imes Dr. Bráulio Monti Junior.
“Essa é a segunda parceria da Faculdade Católica Dom Orione com o Imes e o TJ-TO, que busca trazer discussões relevantes para alunos e docentes. Vale ressaltar que no formato online todos podem participar, de qualquer lugar do país – e essa troca que envolve dois estados, São Paulo e Tocantins, é outro diferencial”, comentou o coordenador do curso de Direito da FACDO, Dr. Daniel Cervantes Ângulo Vilarinho.
As inscrições podem ser realizadas diretamente no site da Faculdade Católica até amanhã, dia 12/05, pelo link www.catolicaorione.edu.br – todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. O evento será 100% online, com certificação de horas complementares. A transmissão se dará pelo canal do Youtube NUPJURNEWS - https://www.youtube.com/channel/UCu7Hdr9QG7uuTWHEFzLbsUg

Confira a programação completa em https://www.catolicaorione.edu.br/eventos/2021/4/12/xv-encontro-juridico-a-crise-do-estado-e-do-direito












10/05/2021 - Guita escreveu, abaixo, um texto em homenagem ao professor


A ex-aluna do curso de Letras do Imes Catanduva Guita Guerzoni Piva lança esse mês seu novo livro de poemas, intitulado “Versos que me habitam”, que conta com ilustrações e prefácio do ex-professor do Imes Sergio Vicente Motta, falecido recentemente (no dia 24 de abril).
A obra literária está em pré-venda até o dia 26 de maio, e o pagamento dos direitos autorais será revertido a entidades assistenciais de Ariranha e Santa Adélia. De acordo com informações de Guita, o livro pode ser adquirido pelo site da editora Patuá, em https://www.editorapatua.com.br/produto/248940/versos-que-me-habitam-de-guita-guerzoni-piva - o valor é de R$ 40 + frete, com pagamento no boleto ou no cartão, e ele será encaminhado para a autora autografar e remetido ao endereço do comprador após o dia 27 de maio.
Guita escreveu um texto em homenagem ao professor Sergio Motta (que foi ex-aluno e ex-professor do Imes, além de ter se aposentado como professor da Unesp/Ibilce, de São José do Rio Preto) - que segue abaixo.

Sérgio Motta, meu amigo genial

Amigo de sempre e parceiro de estudos, cursamos juntos o Ensino Fundamental e o Médio, em Santa Adélia, e a faculdade de Letras, em Catanduva. Desde que o conheci, quando abaixava a cabeça durante alguma aula, ou nos intervalos, o cabelo liso caía sobre o rosto e ele fazia o que mais gostava: desenhar. Flagrei-o inúmeras vezes em total viagem de criação.
Na faculdade, sentava-se uma carteira atrás de mim, na fileira ao lado. Durante uma aula monótona, seu cabelo caiu várias vezes e a caneta correu no papel. Olhei de lado, um risinho, olhei, outro. No intervalo, puxei a folha e vi sua arte: havia me desenhado com uma verruga num nariz de bruxa, pernas tortas com pelos duros, minissaia justa, pés grandes dentro de sapatos esborrachados, bolsinha velha pendurada no braço. Piquei a folha, joguei no lixo, me fiz de brava. Sérgio ficou vermelhinho, começou a rir e eu também. Lógico que me arrependi de ter rasgado a bruxa: estava perfeita. Em nossa formatura, transformou-se em diretor de teatro. Encenamos, sob sua batuta, uma adaptação feita por ele do poema “Os bens e o sangue”, de Carlos Drummond de Andrade.
Não nos vimos por mais de 20 anos. Mas sempre sabia do Sérgio por amigos comuns. Eu me mudei para São Paulo e me aposentei como diretora de escola. Ele se fixou em Rio Preto, onde se aposentou como professor da Unesp, respeitado por sua competência em várias Artes e pelo caráter de homem generoso e sensível. Mas não há tempo que desbote amizades estampadas no respeito, na afeição e na identidade de interesses intelectuais.
Reencontramo-nos em meados de 2019, por WhatsApp. Falamos dos nossos companheiros, filhos, netos. Ele continuava pintando, esculpindo, escrevendo, desenhando; e eu, redigindo meus contos, crônicas e poemas. Contei-lhe que tinha um cartaz guardado há décadas, desenhado e pintado por ele a nanquim e se queria que o devolvesse. Agora? Claro que não. Rimos muito. Arrisquei e perguntei se ilustraria um livro meu de poemas. Topou.
Trocamos inúmeras mensagens sobre as ilustrações e outros temas de nosso interesse e ele também passou a me enviar poemas e a pedir sugestões. Recebi seu livro “Arlequina, a Estrela da Represa e o Pássaro Azul Infinito”, com dedicatória que resume o significado do nosso reencontro: Nossas vidas foram pontilhadas por percursos muito significativos na nossa formação. Nos reencontramos, agora, num momento mais elevado de nossa amizade, renovação e, sobretudo, de criação. Um abraço do Sérgio.
Meados de 2020, livro pronto, enviei os originais para a editora Patuá. Já havia lido que o jovem editor, Eduardo Lacerda, é grande incentivador da literatura e que, com cerca de dez anos no mercado, tem mais de 1200 livros publicados e vários prêmios importantes. Sensível, entendeu que meus poemas e as ilustrações do Sérgio deveriam ficar juntos, porque se desvendavam. Em dois dias, veio a resposta: iria publicar o livro. Pedi que o nome do Sérgio estivesse na capa que desenhou. Meu amigo também fez um prefácio-adivinho para o livro: ninguém saberia escrever sobre meus poemas como ele.
Tinha planejado fazer, depois da pandemia, o lançamento na capital e também no interior, para que pudéssemos reunir nossos amigos. A pandemia não acabou. O lançamento seria on-line. Queria o Sérgio presente em todas as lives. Não deu tempo. Meu amigo genial foi requisitado com urgência, no Olimpo, para auxiliar Apolo a zelar pelas Artes.

Egle Emidia Guerzoni Piva (Guita)







Capa do novo livro de Guita