Notícias

 
     
     
  13/06/2017 - A partir de junho Cine Debate será no auditório do Senac Catanduva, aberto ao público


O Cine Debate do Imes Catanduva, em parceria com o Sesc e o Senac Catanduva, exibe, no dia 24 de junho, a partir das 14 horas, a aventura épica “Cinzas do passado – Redux” (1994). Do premiado diretor chinês Kar-Wai Wong, o filme, co-produção Hong Kong/Taiwan, participou de diversos festivais, recebendo prêmio especial no Festival de Veneza.
A exibição será no auditório do Senac Catanduva (Rua Santos, 300 – Vila Rodrigues), gratuita e aberta ao público, e logo depois haverá um debate mediado pelos professores Felipe Brida e Lilian Cantelle. Os participantes receberão certificado.

Sinopse:
Na China antiga, à beira de um grande deserto, o espadachim Ouyang Feng (Leslie Cheung) vive como um vagabundo contratando assassinos de aluguel. Impiedoso e cínico, seu coração tem sido ferido por um amor que ele negligenciou. Agora começa a refletir de volta à origem de sua solidão.










09/06/2017 - Senac Catanduva fica localizado na rua Santos, 300, Vila São Rodrigues, a um quarteirão do Sesc.

O Cine Debate do Imes Catanduva, a partir do mês de junho até novembro de 2017, passará a ser promovido no auditório do Senac Catanduva, nos mesmos dias e horário (de sábado, das 14h às 17h). As sessões do Cine sempre foram realizadas no estúdio de rádio e TV do Imes (rua Minas Gerais, 713), cuja estrutura está sendo transferida para o campus. Durante essa transição, e para melhor acomodar o público, o Cine Debate será no Senac, que prontamente aderiu ao projeto. Contamos com a compreensão de todos!







Auditório do Senac comporta 120 pessoas; o espaço contém tela de projeção, ar condicionado e poltronas apropriadas



05/06/2017 - Exame foi realizado em março de 2017, e lista de aprovados saiu em maio


Dezesseis alunos e ex-alunos s do curso de Ciências Contábeis do Imes Catanduva foram aprovados no último Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), realizado em 26 de março desse ano. A relação foi publicada no Diário Oficial da União no dia 08 de maio de 2017. São eles: Adriele Carolina Afonso (4º ano), Clecio José Marotto (4º ano), Diego Almici Fonseca (4º ano), Iago Cardoso Molinari (4º ano), Marcio Fernando Pedro (4º ano), Natieli Cristina de Souza (4º ano), Renan de Sousa (4º ano), Renato Costa Terentim (4º ano). Oito ex-alunos também foram aprovados – Andreia Aparecida Sales Fonseca, Fernanda Riva Bicesto, Giovana Neves Leite, Joabe Bueno Joaquim, Nadya Manuella Crepaldi, Vanessa Gomes da Silva, Fernando Augusto Esparapani Pedrassoli e Daiane Cristine da Silva.
Aplicado duas vezes por ano em todo o país, o Exame de Suficiência é prova obrigatória para a obtenção ou restabelecimento de registro no Conselho Regional de Contabilidade (CRC), regulamentado pela Resolução CFC nº 1.373, de 8 de dezembro de 2011. Ele visa comprovar conhecimentos técnicos dos conteúdos programáticos dos cursos de Contabilidade, e para a aprovação, é necessário obter, pelo menos, 50% dos pontos.
“Os estudantes da instituição aprovados são dignos de méritos, pois ainda estão em formação, quando da realização do Exame. Eles estavam praticamente iniciando os conhecimentos do último ano de graduação, e mesmo assim foram aprovados, o que é um orgulho para todos nós da faculdade. Isto demonstra bem a qualidade de ensino do Imes, bem como o empenho e o profissionalismo do nosso corpo docente”, ressaltou a diretora do Imes, Profª Maria Lúcia Miranda Chiliga.
Para prestar o Exame é necessário ter concluído o curso de Ciências Contábeis ou de Técnico em Contabilidade ou estar cursando o último ano letivo do curso de nível superior. Para verificar a lista com a relação dos aprovados, acesse o site:

http://congressocfc.org.br/resultado-exame2017/Lista_aprovados_Exame_13_Bacharel.pdf










03/06/2017 - Programação segue até segunda-feira, dia 05, com uma série de atividades gratuitas


O Imes Catanduva abre hoje a “Semana de Integração Ambiental 2017”, com uma série de atividades abertas ao público com a proposta de repensar práticas cidadãs no uso coletivo do meio ambiente.
Até o dia 5 de junho haverá visitas técnicas monitoradas, doação de mudas, apresentações musicais, workshops, sessão de filmes e uma série de palestras gratuitas, no período da noite, no campus do Imes.
Mais informações pelo telefone 3531-2200. Abaixo a programação da Semana.










31/05/2017 - Livro já está disponível para empréstimo na biblioteca do Imes


Três professores do curso de Direito do Imes tiveram recentemente um artigo publicado em um livro na área de Educação. Adriana Maria Risso Caires Silva, Antonio Carlos Fuzaro Junior e João Francisco Othon Teixeira avaliaram o sistema educacional brasileiro no trabalho “Cidadania, família, direito e educação: a contribuição do Judiciário na formação da criança e do adolescente”, que consta no livro “Pesquisas em Educação – Escola, infância e sexualidade, de Emerson Benedito Ferreira.
“Fomos convidados pelos organizadores da obra a escrever um capítulo do livro e utilizamos a área jurídica para a abordagem. Buscamos com esse tema desenvolver assuntos de relevância para a sociedade, destacando o papel do Judiciário no aspecto de formar os jovens. Com uma abordagem simples e direta, esperamos poder contribuir com a formação dos cidadãos do futuro, fazendo chegar ao conhecimento desse público noções que estruturam a vida em sociedade”, comentou o professor Fuzaro Junior.
Na última semana os três professores envolvidos no trabalho doaram um exemplar para a diretora do Imes, Maria Lúcia Miranda Chiliga, que agora está disponível na biblioteca da faculdade.







Capa do livro


Professores que escreveram um dos artigos do livro doaram exemplar para a diretora Maria Lúcia Chiliga; obra já está disponível na biblioteca para empréstimo a alunos e professores



23/05/2017 - Evento foi realizado no CRP, em São José do Rio Preto


Um grupo de estudantes do 5º ano de Psicologia do Imes participou, no último dia 19, do evento “Luta antimanicomial: Desafios da atualidade”, realizado no auditório do Conselho Regional de Psicologia (CRP/SP) - Subsede de São José do Rio Preto. Foi ministrado pelos palestrantes Janaina Darli Duarte Simão, formada em Psicologia pela Unesp/Assis, Antônio Cesar Frasseto, psicanalista e Pós-Doutor em Psicologia e Educação pela USP/Ribeirão Preto, e André Apolinário Silva Marinho, especialista em Grupos e Psicanálise dos Vínculos pelo NESME.
“Os palestrantes falaram sobre as fases da luta antimanicomial, como surgiram os primeiros manicômios, como as pessoas eram tratadas, o descaso com que elas viviam nesses lugares, tratadas como “circo dos horrores”, enfim, um cenário que exigia mudanças, daí surgiu a luta antimanicomial. Cada um dos palestrantes veio com um olhar humanizado sobre essa luta, demonstraram algumas mudanças ao longo dos anos e enfatizaram que ainda tem muito caminho a ser percorrido”, comentaram os alunos de Psicologia do Imes, que ainda destacaram a importância dessa ação. “Olhar o cenário antimanicomial de vários ângulos e opiniões diferentes nos abre caminhos para uma nova descoberta”.







Alunos: Roberta D`Avanzo Sant`Ana, Julia Mendola, Yuri Machado, Vilma Monari, Michelle Pedrassoli, Beatriz Gouvêa, Ana Carolina Maia, Monalisa Azevedo e Roberto Donizeti Soares



22/05/2017 - Divulgação do Resultado da Prova Objetiva do Concurso Público convocado pelo Edital nº 003/2017, para o cargo de Auxiliar de Serviços Gerais.


Clique aqui para acessar o edital..




20/05/2017 - Evento, que seria hoje, foi realizado na noite de ontem no campus da faculdade


O Cine Debate especial em homenagem à Semana da Diversidade, na noite de ontem, reuniu 50 pessoas no campus, que participaram da sessão do filme "Hotel Ruanda" (2004) e depois do bate-papo com o professor do Imes Felipe Brida. Lá estiveram presentes alunos dos cursos de Psicologia, Ciências Contábeis e Publicidade & Propaganda, além da professora Lilian Cantelle, que acompanhou a sessão.
O Cine Debate é uma realização do Imes em parceria com o Sesc Catanduva.







Sala lotada para receber sessão do Cine Debate especial



19/05/2017 - Cine Debate terá hoje edição especial em comemoração à "10a. Semana de Diversidade", no campus da faculdade


O Cine Debate do Imes Catanduva, que seria realizado amanhã (sábado), sofreu alteração de data e horário. Em parceria com o Sesc Catanduva, o evento será hoje (sexta-feira), a partir das 19h20, em uma edição especial em comemoração à "10a. Semana de Diversidade", no campus da faculdade (no bloco II, na sala do 2º ano do curso de Psicologia). Será exibido o premiado drama “Hotel Ruanda” (2004), baseado em uma triste história real. A sessão é gratuita e aberta ao público, e logo após haverá um debate mediado pelos professores Felipe Brida e Lilian Cantelle. Os participantes receberão certificado.

Sinopse:
Durante os conflitos políticos entre Hutus e Tutsis que mataram quase um milhão de ruandenses em 1994, no período que ficou conhecido como o Genocídio de Ruanda, o filme relata a história verídica de Paul Rusesabagina (Don Cheadle), gerente do Hotel des Milles Collines, que toma a decisão corajosa de abrigar sozinho mais de 1.260 refugiados, salvando suas vidas. O filme é uma coprodução Inglaterra/África do Sul/Itália, que recebeu três indicações ao Oscar, três indicações ao Globo de Ouro e uma ao Bafta.










18/05/2017 - Palestras foram realizadas em escolas de Novais, na região de Catanduva


As alunas do 5º de Psicologia do Imes Roberta D’Avanzo Sant’Ana e Ana Carolina Ferreira Maia realizaram palestras nas escolas Municipal e Estadual de Novais, ao longo dessa semana, sobre o dia 18 de Maio, instituído como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.
As palestras tiveram como objetivo mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. “A melhor de forma de combatermos o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes é a prevenção, um trabalho informativo, reunindo pais, responsáveis, utilizando da sensibilização da população em geral, profissionais das áreas de educação e jurídica, ministrando efetivação de campanhas, programas e projetos que se destinem a informação e prevenção do assunto”, comentaram as duas alunas de Psicologia.
Nas palestras foi citado o Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei nº 8.069, de 13/07/1990, Art. 5º, que diz: “Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais”.
Também foi dada a importância, além da prevenção e informações, da maneira como combater essa realidade, denunciando os casos. “Portanto, se alguém souber de casos de violência sexual infantil, procure o Conselho Tutelar, delegacias especializadas, Polícias Militar, Federal ou Rodoviária ou ligue para o Disque Denúncia Nacional, o disque 100, que funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive aos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita”, informaram as alunas, que segundo elas, as palestras dessa semana tiveram como lema ”Faça bonito, proteja nossas crianças e adolescentes”.







Alunas Roberta e Ana


Público nas palestras



12/05/2017 - Visita técnica com a professora Maria Luiza foi realizada hoje


Os alunos do 3º ano do curso de Nutrição do Imes Catanduva realizaram, na manhã de hoje, sexta-feira, uma visita técnica na empresa Matilat, acompanhados da Profa. Dra. Maria Luiza Silva Fazio. O objetivo foi conhecer o processo de fabricação de derivados, como complemento para a disciplina Tecnologia dos Alimentos.
“A visita foi importante para que os alunos conhecessem o processamento do leite e seus vários derivados. Todos gostaram muito e ficaram maravilhados com o trabalho lá realizado”, comentou a professora Maria Luiza.
Duas funcionárias da Matilat, Paloma (Controle de Qualidade) e Chaiene (Segurança do Trabalho), acompanharam os visitantes.












10/05/2017 - O grupo de alunos e professores assistiu ao filme "A Bela e a Fera", em abril


O curso de Pedagogia do Imes Catanduva realizou, no mês de abril, uma aula extracurricular no cinema Lumière, do Garden Catanduva Shopping, voltada a alunos e professores do 2º e 3º anos e do 7º semestre de 2017. Na oportunidade o grupo assistiu ao filme “A Bela e a Fera”, obra que abordou assuntos pertinentes aos estudos em sala de aula como as fábulas, a importância da leitura, Literatura, respeito à mulher, relacionamento entre pais e filhos e diversidade de gêneros. A atividade envolveu professores, e os temas foram debatidos nas aulas ao longo das semanas.














09/05/2017 - Título do trabalho foi "Atividade antibacteriana de extratos aquosos de açafrão, cominho, estragão, endro e tomilho"


A Profa. Dra. Maria Luiza Silva Fazio, do curso de Nutrição do Imes Catanduva, publicou novo artigo na revista científica “Higiene Alimentar” (edição de março/abril 2017, v. 31, n. 266/267 – foto abaixo), desta vez com o título “Atividade antibacteriana de extratos aquosos de açafrão, cominho, estragão, endro e tomilho”, também de autoria de Thaís Possetti Sangaleti, ex-aluna do curso de Nutrição, e Mairto Roberis Geromel, técnico de laboratório do Imes. “A pesquisa objetivou verificar a ação antimicrobiana dos extratos aquosos de açafrão (Curcuma longa), cominho (Cuminum cyminum), estragão (Artemisia dracunculus), endro (Anethum graveolens) e tomilho (Thymus vulgaris) de forma individual e combinada sobre Samonella Tiphymurium, Samonella Enteritidis, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus e Bacillus subtilis. Por meio dos resultados obtidos, foi possível observar os fenômenos de sinergismo e antagonismo entre os extratos, destacando-se a combinação sinérgica entre cominho e tomilho, capaz de inibir três das cinco bactérias empregadas (Samonella Tiphymurium, Samonella Enteritidis e Bacillus subtilis). Salmonella Enteritidis apresentou maior sensibilidade entre os microrganismos testados (inibida por 7 dos 15 extratos testados) e o maior halo de inibição registrado resultou da ação do extrato combinado de endro e tomilho sobre Salmonella Typhimurium (halo de 19 mm)”, explicou a professora Maria Luiza, orientadora do trabalho.










08/05/2017 -


Clique aqui para acessar o edital completo e o gabarito.

Clique aqui para acessar o caderno de questões.




07/05/2017 - Curso foi realizado na Associação Comercial e Empresarial de Catanduva (ACE)

As alunas do 5º ano de Psicologia Ana Carolina Ferreira Maia e Roberta DAvanzo SantAna, por indicação do Professor Paulo Celso Pereira, participaram recentemente do curso de Conciliação e Mediação, realizado em Catanduva pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), que tem como objetivo promover a capacitação, atualização e treinamento nos métodos consensuais de solução de conflitos.
O curso foi realizado na Associação Comercial e Empresarial de Catanduva (ACE), ministrado pelas Instrutoras Izaura Kuyomi M. Sugohara, de Jaboticabal, Ligia Gonçalves D. Pedrosa, de Franca, e Raimunda da Paz da Silva, de São Paulo. “A importância do curso de Mediação Judicial, de acordo com a Resolução 125 do Conselho Nacional de Justiça, é ter mediadores e conciliadores devidamente capacitados para devido atuação no atendimento a demanda do Cejusc”, pontuaram.
De acordo com a aluna do Imes Roberta, o curso de formação de mediadores e conciliadores consiste em um conteúdo teórico com duração de 40 horas e prática, cumprimento de estágio, com duração de 60 horas, com simulação de casos, aulas expositivas, filmes e testes de conhecimento adquirido no decorrer do curso. “Todo conteúdo é delimitado pelo Conselho Nacional de Justiça (Resolução 125/2010). e a etapa prática é cumprida nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e de Cidadania – Cejuscs. Os requisitos para atuar como mediador judicial, segundo o art. 11 da Lei 13.140/2015, exige que o futuro mediador seja formado em curso de nível superior há pelo menos dois anos”, comentou.
A mediação é uma alternativa da Justiça Brasileira, em função de um grande aumento das demandas judiciais; pode ser definida como uma negociação facilitada por um terceiro e trata-se de um método de resolução de disputas no qual se desenvolve um processo composto por vários atos procedimentais pelos quais o(s) terceiro(s) imparcial (is) facilita(m) a negociação entre as pessoas em conflito. A conciliação pode ser definida como um processo autocompositivo breve, no qual as partes ou os interessados são auxiliados por um terceiro, neutro ao conflito, por meio de técnicas adequadas, a chegar a uma solução ou a um acordo. “Diante disso o mediador e o conciliador passaram a ocupar um importante papel, pois passaram a solucionar muitas demandas judiciais”, comentaram as alunas Roberta e Ana Carolina, e finalizaram: “Esse curso tem um conteúdo teórico enriquecedor que nos proporcionou muito mais que conhecimento e aprendizado voltados à Psicologia, mas nos trouxe uma nova visão de mundo, algo além do que os olhos possam ver. Agradecemos o nosso Orientador e Professor Paulo Celso Pereira pela indicação”.







Roberta D`Avanzo Sant´Ana, as instrutoras Izaura Kuyomi M. Sugohara , Ligia Gonçalves D. Pedrosa, Ana Carolina Ferreira Maia e Roseli Ines Stuqui Perles do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.